Blog do Notre


Hora do Desfralde

Por

Uma dúvida bastante comum entre pais de crianças de 2 anos é quando iniciar a retirada da fralda. É necessário que a criança tenha condições de entender o processo para que possa ser desfraldada, sem que isso cause transtornos emocionais, psicológicos e até clínicos. Assim, é importante respeitar o ritmo de cada um, pois nada justifica os riscos causados pela retirada precoce.

Primeiro, deve acontecer o desfralde diurno, num período tranquilo da vida da criança, evitando épocas de grandes mudanças como, por exemplo, a entrada na escola. Uma estação quente também é mais adequada para iniciar o processo, pois os escapes de xixi deixam a criança molhada e desconfortável. Um outro passo importante é a aproximação com o vaso sanitário, levando a criança ao banheiro várias vezes ao dia, mesmo com o uso da fralda. Explique que ela deve avisar quando quiser usar o vaso sanitário e use um penico ou redutor de assento com apoio para os pés, pois esta posição favorece a evacuação. Quando a criança aceitar fazer xixi no vaso, substitua a fralda comum pela fralda de transição (com elásticos laterais), preparando-a para o uso da calcinha ou cueca. Comemore quando a criança avisar a tempo e conseguir fazer xixi no vaso. Quando observar que a fralda está ficando seca e a criança está adquirindo o controle do xixi, substitua a fralda de transição pela calcinha ou cueca. Caso ocorram escapes, apenas diga que isso acontece e que, da próxima vez, ela deve avisar um pouco antes.

O tempo de desfralde varia, podendo levar poucos dias para uma criança ou mais de um mês para outra. Quando perceber que o processo está estabilizado e seu filho já controla bem o xixi e o cocô durante o dia, parta para o desfralde noturno. Diminuir a ingestão de líquidos durante a noite ajuda bastante. Nas primeiras madrugadas, o ideal é levar a criança algumas vezes ao banheiro e tentar descobrir em que horário, aproximadamente, ela costuma urinar. Então, procurar acordar toda noite nesse horário para colocá-la no vaso e, mais para frente, ensiná-la a ir sozinha, quando precisar.

Nessa fase, pai, mãe e professores precisam se unir num trabalho de equipe, que pode durar poucos dias ou vários meses. A ideia é apoiar essa etapa sem deixar que a ansiedade e a pressão atrapalhem. Com família e educadores de acordo quanto ao momento de início da retirada da fralda, é importante que os procedimentos sejam incorporados em casa e na escola.

Uma vez que a família identifique que chegou a hora do desfralde, deve conversar com a professora para combinarem como e quando esse processo iniciará.

O desfralde deve começar no final de semana para que a criança tenha a atenção da família na aproximação com o vaso sanitário. Assim, quando chegar à escola, já saberá o que fazer quando a professora acompanhá-la ao banheiro.

Diariamente, família e professora se comunicarão sobre o andamento do desfralde. Nesse momento, toda atenção dever ser dada ao processo, atendendo imediatamente à necessidade da criança, sem críticas e punições, mas se colocando ao lado dela, apoiando e estimulando quando não der certo, e elogiando e comemorando os bons resultados.

Desejamos a todos sucesso nesse processo, uma das primeiras conquistas importantes da criança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *