Blog do Notre

jun
9
2020

Adolescentes e saúde mental durante a pandemia

Por

O isolamento social, extremamente importante para controlar a pandemia do coronavírus, vem exigindo uma atenção especial com questões relacionadas à saúde mental dos adolescentes. Com o fechamento das escolas e eventos cancelados, eles não têm mais a oportunidade de se encontrar pessoalmente, praticar esportes coletivos, entre outras atividades fundamentais para o seu desenvolvimento e bem-estar.

Trouxemos abaixo algumas sugestões do que os adolescentes podem fazer para praticar o autocuidado e proteger sua saúde mental durante esse período:

  1. Tenha uma rotina
    Em alguns dias você estará mais animado e com vontade de fazer as coisas, já em outros dias não. Respeite isso, mas não paralise! Procure organizar a sua rotina, fazer planejamentos diários ou semanais e manter o estudo em dia. Outra forma de ocupar o tempo de forma saudável é praticar algum tipo de exercício físico. E lembre-se: ao acordar tire o pijama, coloque uma roupa confortável e se prepare para mais um dia.
  2. Concentre-se em você
    Você queria aprender algo novo, ler um novo livro ou praticar um instrumento musical? Agora é a hora de fazer isso! Concentrar-se em si mesmo e encontrar maneiras de usar seu tempo é uma forma produtiva de cuidar da sua saúde mental.
    Lembre-se das coisas que você sempre quis fazer e nunca teve tempo, aproveite a quantidade de cursos online disponíveis… Mas não se obrigue a fazer nada nos dias que não estiver com vontade.
  3. Vivencie seus sentimentos
    Perder eventos, encontros presenciais e outras atividades que envolvam os amigos ou familiares pode incomodar muito os adolescentes. Uma boa maneira de lidar com essa sensação é se permitir senti-la. Se dê o direito de ficar triste ou desanimado por algum tempo.
    Nesses momentos surgem novas maneiras de se conhecer e vivenciar as situações. Pergunte-se como você lida com os limites impostos pelo isolamento, com o medo e a ansiedade, com os outros e com você mesmo. São formas de se conhecer melhor e deixar fluir os sentimentos.
  4. Seja gentil consigo mesmo e com os outros
    Agora, mais do que nunca, temos que refletir sobre o que compartilhamos ou dizemos que pode impactar as outras pessoas.
    Isso envolve a construção da autorresponsabilidade nos adolescentes, o que significa ser responsável pelo que se faz e poder fazer a diferença neste momento. Você pode escolher o que compartilhar com os amigos e como pode ajudar quem está perto – seja online (conectando-se com pessoas, fazendo campanhas) ou pessoalmente (fazendo compras para pessoas do grupo de risco e contribuindo para que a convivência familiar seja mais fácil, por exemplo).

 

Fonte: https://www.unicef.org/brazil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *